Icono información

Aviso de cookies

Usamos cookies próprias para melhorar os nossos serviços, mediante a análise dos seus hábitos de navegação. Se continua a navegar nesta página, consideramos que aceita o seu uso nos termos indicados na Política de Cookies. Mais Informação.

Ação SAN (Madrid) 3.4675 | 0.0% | 18:00

Banco Santander, compromisso com educação superior

O Banco Santander, através do Santander Universidades, colabora há 20 anos com as universidades com uma iniciativa única no mundo, o que lhe destaca do resto dos bancos e instituições financeiras nacionais e internacionais.

O banco encabeça a lista 'Global Fortune 500' como a empresa que mais investe em Responsabilidade Social Empresarial relativa à educação, segundo o primeiro estudo global publicado pela Fundação Varkey em colaboração com a UNESCO.Em 2015, o banco investiu 160 milhões de euros.

Santander Universidades mantem acordos com 1.198 universidades e centros de investigação de Alemanha (12), Argentina (82), Brasil (398), Bélgica (1), Chile (49), China (10), Colombia (29), EUA (45), Espanha (124), França (1), Italia (1), México (205), Peru (15), Polonia (63), Portugal (48), Qatar (1), Porto Rico (8), Reino Unido (82), Rússia (6), Singapura (3), UAE (1) Uruguai (9) e Acordos globais (5).*

O Banco Santander trabalha no desenvolvimento de iniciativas relacionadas com o fomento da cultura empreendedora e a inovação, a digitalização universitária, a internacionalização e a empregabilidade. O objetivo é contribuir para o progresso das pessoas e das empresas.

O fomento da cultura empreendedora e a inovação universitária será fundamental na colaboração com as universidades. Com a digitalização universitária será impulsionada a modernização das universidades e irá apostar-se na incorporação de novas tecnologias no processo docente, campus virtuais e a criação de serviços académicos digitais.

A internacionalização dos universitários com bolsas de mobilidade internacional, programas de intercâmbio e o impulsionamento de projetos transversais de cooperação entre instituições de vários países. E com a empregabilidade irão apoiar-se iniciativas para que os universitários possam aceder ao mercado laboral, com programas de bolsas para estágios profissionais e iniciativas de formação.

* Informação fornecida e atualizada por cada país.

 

Partilhar nas redes sociais

Subir

Imprimir