Icono información

Aviso de cookies

Usamos cookies propias para mejorar nuestros servicios mediante el análisis de sus hábitos de navegación. Si continúa navegando en esta página, consideramos que acepta su uso en los términos indicados en la Política de Cookies. Más información.

Acción SAN (Madrid) Negativo 4.093 | -1.59% | 17:35

Adélio Mendes é o vencedor do Prémio Universidade de Coimbra 2016 (Disponible solo en portugués)

  • O Prémio, que conta com o apoio do Banco Santander Totta, distingue anualmente uma personalidade portuguesa com um trabalho notável nas áreas da cultura ou da ciência.
  • Será entregue no dia 1 de Março, no âmbito do 726º Aniversário da UC.

Lisboa, 25 de Janeiro de 2016-. Adélio Mendes, Professor Catedrático da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, é o vencedor do Prémio Universidade de Coimbra 2016, uma das mais relevantes distinções nas áreas da ciência e da cultura, no valor de 25.000 euros, e que tem o apoio do Banco Santander Totta, através do Santander Universidades.

Adélio Mendes nasceu no Porto a 17 de Abril de 1964 e apresenta um percurso ímpar a nível académico, destacando-se pela excelência dos seus contributos a nível pedagógico, científico e social. Do ponto de vista científico conta atualmente com mais de 250 artigos em revistas internacionais e 21 famílias de patentes, tendo dinamizado ao longo dos últimos anos diversos projetos nacionais e internacionais que globalmente representaram um financiamento superior a 10 M€. A tecnologia desenvolvida pelo seu grupo de investigação tem tido um impacto direto na sociedade. Atualmente, Adélio Mendes é também Professor Convidado da Universidade de Aarhus, Dinamarca.

Em 2015, Adélio Mendes já tinha sido reconhecido pelo seu trabalho excecional, ao receber da Câmara Municipal do Porto a medalha Municipal de Mérito – Grau Ouro.

O Prémio Universidade de Coimbra distingue todos os anos uma personalidade de nacionalidade portuguesa que se tenha afirmado por uma intervenção particularmente relevante e inovadora nas áreas da cultura ou da ciência. O prémio será entregue no dia 1 de Março, durante a sessão solene comemorativa do 726º aniversário da universidade.

Presidido pelo Reitor da UC, João Gabriel Silva, o júri responsável por avaliar as candidaturas da edição teve como Vice-Presidentes Luís Bento dos Santos, Administrador do Banco Santander Totta, e Afonso Camões, Diretor do Jornal de Notícias.

Instituído em 2004, o Prémio UC já distinguiu várias personalidades, entre as quais, o crítico gastronómico José Quitério, o antigo reitor da Universidade de Lisboa António Sampaio da Nóvoa, o cineasta Pedro Costa, o músico e compositor António Pinho Vargas, a cientista Maria de Sousa e o artista plástico Julião Sarmento.

O Santander Totta, através do Santander Universidades em Portugal, continua a intensificar a sua colaboração com as principais instituições de Ensino Superior portuguesas, com quem tem mais de 45 acordos. Em 2015, o Santander Totta investiu cerca de 6 milhões de euros nas Universidades Portuguesas, através do apoio ao conhecimento, à mobilidade internacional, à concessão de Bolsas de Mérito e Prémios Científicos e ao programa de estágios Santander Universidades.

O Banco Santander é a empresa que mais investe no apoio à educação a nível mundial (Relatório Varkey/UNESCO-Fortune 500). Esta iniciativa é desenvolvida pelo Santander Universidades, que colabora com mais de 1.200 universidades e instituições académicas em todo o mundo. Em 2015 foram atribuídas mais de 35.000 bolsas de estágio. Para mais informações consulte www.santander.com/universidades.

Descargar PDF 135 Kb (Disponible solo en portugués)

Compartir en redes sociales

Subir

Imprimir